Egressos/Turma 2019-Mestrado/Trabalhos de Conclusão e Produto Educacional


AYRTON SCHUPP PINHEIRO OLIVEIRA 
Título do Trabalho de Conclusão: A TEMÁTICA INDÍGENA NA PERSPECTIVA DOS ESTUDANTES DO INSTITUTO FEDERAL DE RONDÔNIA: POSSIBLIDADES PARA A DESCONSTRUÇÃO DE ESTEREÓTIPOS A PARTIR DE UM APLICATIVO DIGITAL
Resumo: A formação dos sujeitos possivelmente se efetivam em uma relação com o espaço que começa dentro do ventre, e quando entram no mundo são afetados por um conjunto de sentidos e emoções, todos permeados pelas relações sociais que desenvolvem na família, na igreja, através da mídia, na escola e outros espaços sociais. Neste sentido, temos a finalidade de expressar alguns elementos desta construção traduzidos em compreensões de estudantes não indígenas do Instituto Federal de Educação Ciências e Tecnologia da cidade de Cacoal no Estado de Rondônia que engloba a questão das representações sobre os povos indígenas. Priorizamos neste estudo alguns conceitos que perpassam o campo dos Estudos Culturais, tais como a representação, a identidade e as diferenças, entre outros. Além disso, desejamos expôr o conceito de territorialidade. Os autores e autoras escolhidos, entre outros, são: Hall (1997), Bhabha (1991), Costa (2016), Bonin (2015) e Ibañez (1979). O objetivo geral deste estudo foi compreender as concepções sobre os povos indígenas produzidas por estudantes não indígenas do Instituto Federal de Rondônia - Campus Cacoal. Efetivamos a pesquisa em uma perspectiva qualitativa e ancorada na estratégia da bricolagem de Kincheloe (2003) e outros. Por meio de entrevistas semiestruturadas e pelo Grupo de Discussão, registramos as contribuições dos estudantes buscando analisar e propor alternativas para o currículo, especialmente de Geografia ancorado na Lei 11.645/2008. A pesquisa mostra os significados da temática indígena com foco na desconstrução dos preconceitos e estereótipos fomentados pelo sistema cultural e enraizados na sociedade rondoniense. Os resultados apontam que as representações sobre os indígenas e suas identidades se formam no espaço cultural familiar, nos círculos de amizade, através da mídia e no âmbito escolar. As análises sugerem que as identidades indígenas de Rondônia resultam da mesma caricatura do indígena brasileiro, ou seja, carrega sobre si, a imagem estereotipada apresentada pela mídia e que se propaga na sociedade. As concepções trazidas pelos estudantes não indígenas do Instituto Federal de Rondônia mostram visões aparentemente desconexas acerca das realidades dos indígenas de Rondônia.
Palavras-chave: Currículo Intercultural.Estudos Culturais. Indígenas. Indígenas de Rondônia. Movimentos culturais.
Defesa: 2021
Orientador(a): Genivaldo Frois Scaramuzza
 
AUGUSTO BARBOSA SILVA
Título do Trabalho de Conclusão: A ATIVIDADE DE ENSINO DE LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO: UMA PROPOSTA DIDÁTICA A PARTIR DA TEORIA HISTÓRICO-CULTURAL
Resumo: Ensinar não é uma tarefa fácil, tampouco simples, constituindo-se num desafio para qualquer professor, incumbido de organizar o ensino de forma a garantir a aprendizagem. E, no caso de engenheiros-professores, cuja formação técnica é importante nos cursos profissionalizantes, mas não possuem capacitação pedagógica para a docência, os desafios da atividade de ensino são ainda maiores. A pesquisa, objeto desta dissertação, foi motivada pelas necessidades enfrentadas no exercício da docência em turmas do curso técnico em edificações e teve como objetivo geral organizar uma atividade de ensino do conteúdo de levantamento topográfico planimétrico, analisando seus efeitos na aprendizagem e no desenvolvimento dos estudantes, com vistas à produção de uma proposta didática. Os objetivos específicos foram: 1) Elaborar e desenvolver uma proposta didática que atenda às necessidades de aprendizagem dos estudantes e permita a apropriação do conteúdo; 2) Identificar elementos da proposta didática aplicada que contribuam com a atividade de ensino desse conteúdo; 3) Sistematizar, em formato de material didático, as contribuições metodológicas da proposta didática para divulgação dos resultados. Trata-se de uma pesquisa-intervenção, fundamentada nos pressupostos teóricos da Teoria Histórico-Cultural. Foi desenvolvida com uma turma de 3° ano do curso técnico em edificaçõesintegrado ao ensino médio do IFRO – Campus Porto Velho Calama, na disciplina deTopografia. Participaram da pesquisa 36 estudantes, com idades entre 16 e 19 anos, sendo 23 meninas e 13 meninos. A proposta didática foi desenvolvida a partir de um levantamento diagnóstico dos conhecimentos necessários à aprendizagem do conteúdo e seu domínio por parte dos estudantes. Apoiado nesse diagnóstico, foram planejadas e desenvolvidas tarefas teórico-práticas voltadas à aprendizagem e desenvolvimento dos estudantes. Em função do distanciamento social imposto pela pandemia da Covid-19, as tarefas foram realizadas de forma remota. Os dados foram produzidos por meio de gravações e registros ampliados das aulas, bem como grupos de discussão e análise escrita pelos estudantes da experiência vivenciada. Os dados da pesquisa foram analisados considerando-se os elementos do planejamento da atividade de ensino, a intervenção realizada e os indicadores de aprendizagem. Os resultados apontam para a relevância do planejamento a partir do levantamento de conhecimentos iniciais dos estudantes, a proposição de tarefas desafiadoras, os recursos didáticos e a organização do ensino, com base nas características do conteúdo a ser ensinado e nas necessidades dos estudantes, bem como na garantia da interação contínua entre docente e discentes ao longo de todo processo. Com base na identificação dos elementos que tornaram a proposta educativa bem-sucedida, foi gerado um material didático que contém contribuições metodológicas acerca do conteúdo trabalhado, com o intuito de beneficiar professores e estudantes dessa e de outras disciplinas. Conclui-se que a formação docente, sustentada em sólidos referenciais teóricos sobre o ensino, aprendizagem e organização didática, são imprescindíveis a uma prática pedagógica exitosa.
Palavras-chave: engenheiro-professor; ensino de topografia; aprendizagem; desenvolvimento; ensino médio.
Defesa: 2021
Orientador(a): Marli Lúcia Tonatto Zibetti 
 
 
CAMILA CAROLINA SALGUEIRO SERRÃO
Título do Trabalho de Conclusão: 
Resumo:
Palavras-chave:
Defesa:
Orientador(a): Rafael Christofoletti
 
CLEDENILSON SOUZA MARTINS
Título do Trabalho de Conclusão: SOROBAN FÍSICO ADAPTADO PARA O MEIO DIGITAL E SUAS IMPLICAÇÕES NOS PROCESSOS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES
Resumo: A importância de refletir sobre a temática da Educação Especial, bem como apoiar as práticas docentes para o atendimento junto aos Estudantes Público Alvo da Educação Especial (EPAEE), deve simultaneamente estar vinculada aos processos de formação de professores. Em especial, destacamos o ensino da matemática, que pode ser ampliado, pelo fornecimento de acessibilidade de cunho pedagógico e também atitudinal, dentre outros tipos de acessibilidade. Mas, em especial essas duas: a pedagógica, pois é estimulada nas formações capacitando os docentes ao uso de técnicas e instrumentos e a ampliação vem pela acessibilidade atitudinal daqueles que buscam não somente se capacitar, buscam formas de poder levar consigo o outro em uma educação para todos. Esta pesquisa-ação tem por objetivo desenvolver um curso de formação continuada de professores para aprendizagem da matemática por meio do soroban com vistas à atualização tecnológica no soroban, sendo intitulada de “Soroban físico adaptado para o meio digital e suas implicações nos processos de formação de professores”. Pesquisa realizada no contexto do município de Guajará-Mirim, destinada a atender a necessidade de professor cego formador de professores para uso do soroban no Atendimento Educacional Especializado, promovendo curso de formação de professores que contou com a participação de docentes, egressos e alunos de licenciaturas deste município. A pesquisa identificou os pontos a serem trabalhados, através de acompanhamento em curso inicial. A partir disso, buscou-se como possibilidade a construção de um artefato tecnológico denominado “Visionsoroban” e aplicou o uso deste com vistas ao acompanhamento dos impactos que as alterações tecnológicas no soroban produziu nos processos de ensino e de aprendizagem de matemática dos professores no curso de formação sobre o uso do soroban. Cabe observar que o professor formador é uma pessoa cega e os demais participantes da pesquisa são professores e estudantes sem deficiência visual. Para tanto, realizou-se a intervenção na ação do professor cego para o melhor atendimento aos professores em formação, mediante apresentação de um plano de trabalho conjunto entre os pesquisadores e professor formador, o que acabou resultando na construção do “Visionsoroban” como forma de promover aspectos interacionais e de autonomia ao professor formador. O resultado desta pesquisa culminou na certificação de 14 alunos no curso de soroban on-line, na construção e afirmação do artefato tecnológico Visionsoroban como tecnologia educacional assistiva, que possibilitou o ensino do soroban através de aulas remotas em tempo real, promovendo aspectos interacionais e de autonomia ao professor formador.
Palavras-chave: Educação Escolar. Soroban. Visionsoroban. Pessoa com deficiência. Formação de Professores.
Defesa: 2021
Orientador(a): Marlene Rodrigues
 
DENY ARDAIA DA SILVA
Título do Trabalho de Conclusão: A CULTURA FOLCLÓRICA DO BOI - BUMBÁ NO INSTITUTO FEDERAL DE RONDÔNIA - IFRO/CAMPUS CACOAL: PROPOSIÇÕES PARA PENSAR PRÁTICAS PEDAGÓGICAS INTERDISCIPLINARES
Resumo: O objetivo geral desta dissertação é: Descrever a cultura folclórica do Boi-Bumbá no Instituto Federal de Rondônia – IFRO/Campus Cacoal e suas aproximações com a prática pedagógica escolar para o ensino interdisciplinar de Arte e objetivos específicos: Identificar as temáticas do Folclore/Cultura Popular do Boi-Bumbá bem como descrever a historicidade desse processo como elemento de ensino e aprendizagem interdisciplinar; caracterizar os potenciais pedagógicos do Folclore/Cultura Popular do Boi-Bumbá e suas aplicabilidades em sala de aula no componente curricular de Arte; e, produzir um roteiro com sequências de atividades em forma de propostas pedagógicas que poderá ser utilizado no ensino de arte. Quanto ao campo teórico, destaca-se uma perspectiva pós-crítica ancorada nos Estudos Culturais e suas possibilidades de articulação interdisciplinar. Os principais autores e autoras são: Andrade (2021); Bauman (2001); Barbosa (2010); Burke (2010); Candau (2008); Cascudo (1954, 1967); Costa (2004, 2015); Freire (1981, 1992, 2002, 2011); Hall (1997, 2006, 2013); Kincheloe e Berry (2006); Kretli (2007); Silva (2019) e outros. Os colaboradores e colaboradoras da pesquisa foram professores/as e alunos/as do Instituto Federal de Rondônia – IFRO/Campus Cacoal licenciados/as nos componentes curriculares de Arte, Geografia, História, Sociologia, Educação Física, Língua Estrangeira Moderna/Espanhol, Língua Portuguesa/Literatura Brasileira e alunos/as que compunham o Grupo Folclórico Boi-Bumbá Brasileirinho. As estratégias metodológicas estão assentadas na Bricolagem (KINCHELOE, 2007), pois agrega de forma interdisciplinar várias possibilidades de pesquisa, permitindo uma estrutura ampla de análise de dados. Devido a pandemia de COVID19, o processo de investigação, no tocante aos participantes, se deu de forma virtual via plataforma Google Meet em forma de reuniões com os/as alunos/as e entrevistas semiestruturadas com os/as professores/as, além de pesquisas bibliográficas e documentais. A análise dos dados nos possibilitou vislumbrar um espaço de tensões entre os poderes internos tradicionais e tentativas progressistas de educação o que dificulta alguns avanços rápidos, mas também mostra a riqueza das ramificações culturais que estão, de alguma forma, agregadas, imbricadas, hibridizadas no IFRO/Campus Cacoal. Os trabalhos pedagógicos desenvolvidos até então pelos/as professores/as, como também, o interesse pelo conhecimento cultural dos/as alunos/as que fazem parte dessa comunidade cria perspectivas de que, no futuro, a distância entre escola e comunidade seja dirimida e, com isso, o Grupo Folclórico Boi-Bumbá Brasileirinho torne-se uma plataforma de transmissão de conhecimentos geradores de luta e resistência no ensino e na aprendizagem intercultural.
Palavras-chave: Boi-Bumbá. Culturas Folclóricas. Arte. Práticas Pedagógicas Interdisciplinares.
Defesa: 2021
Orientador(a): Genivaldo Frois Scaramuzza
 
DHIEISI EBERT BOLSANELLO
Título do Trabalho de Conclusão: LUTAS: UMA PROPOSTA PEDAGÓGICA PARA O ENSINO DA EDUCAÇÃO FÍSICA NO INSTITUTO FEDERAL DE RONDÔNIA
Resumo: Esta pesquisa investiga o conteúdo de lutas na Educação Física Escolar, dos cursos técnicos integrados ao ensino médio, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO). O objetivo geral foi desenvolver uma proposta pedagógica de ensino, com a abordagem do conteúdo de lutas, para o componente curricular da Educação Física. A metodologia utilizada foi a pesquisa-ação, com abordagem qualitativa (Thiollent, 2011; Tripp, 2005) e análise dos resultados conforme proposta de Bardin (2016). A pesquisa foi realizada com 10 professores de Educação Física do IFRO, por meio de entrevistas e rodas de conversas, através da plataforma digital Google Meet, em virtude da pandemia causada pelo vírus da Covid19. No âmbito da pesquisa, buscou-se averiguar desde a formação inicial dos professores do IFRO, suas vivências em relação ao conteúdo de lutas e a execução dessas práticas corporais durante as aulas de Educação Física na escola. A partir das reflexões e experiências do grupo investigado, foi elaborado um material com proposições didáticas, denominado “O ensino das lutas no ensino técnico integrado ao médio” caracterizado como um produto educacional com a finalidade de contribuir no desenvolvimento e adequações dos conteúdos do ensino de lutas, de modo a subsidiar o professor para desenvolve-lo durante as aulas, aprimorando o processo de ensino e aprendizagem nas aulas na disciplina de Educação Física de modo significativo. As análises serviram para a organização do material didáticopedagógico visando a realização do trabalho educativo no ensino das lutas e contém estratégias de aprendizagem a partir de rolamentos e quedas, movimentos utilizados em diversas modalidades de lutas e atividades lúdicas através dos jogos de lutas. Portanto, as práticas corporais nas aulas de Educação Física promovem o aprendizado da Educação Física de modo significativo ao Ensino Médio.
Palavras-chave: Lutas; Cultura corporal; Ensino-aprendizagem; Educação física escolar; Ensino médio.
Defesa: 2022
Orientador(a): Clarides Henrich de Barba
 
DOUGLAS FORTINI BIANCHIN
Título do Trabalho de Conclusão: 
Resumo:
Palavras-chave:
Defesa:
Orientador(a): Márcia Machado de Lima
 
ELAINE MÁRCIA SOUZA ROSA
E-mail: elaine.marcia@ifro.edu.br 
Título do Trabalho de Conclusão: 
Resumo:
Palavras-chave:
Defesa:
Orientador(a): Clarides Henrich de Barba (a partir de 15/09/2020)
                  Robson Fonseca Simões (até 14/09/2020)
 
ELIZANGELA APARECIDA SOUZA SANTOS
Título do Trabalho de Conclusão: 
Resumo:
Palavras-chave:
Defesa:
Orientador(a): Rafael Christofoletti
 
ÉVERTON FEITOSA DOS SANTOS
Título do Trabalho de Conclusão: NOS RASTROS DAS PRÁTICAS INDISCIPLINARES DOS LOGARITMOS NA EDUCAÇÃO ESCOLAR: A PESQUISA EM SALA DE AULA
Resumo: Esta pesquisa tem como objetivo descrever as práticas culturais do logaritmo em sala de aula, por meio de uma atitude terapêutica, detectando os problemas dessas mobilizações e propondo práticas indisciplinares em turmas de 1º ano do ensino médio, da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio “Estudo e Trabalho”, no município de Porto Velho. No ensino médio, geralmente se trabalha o tema logaritmo por meio de regras e mais regras; observa-se que a maioria dos alunos apresenta dificuldades em entender o conceito de logaritmo, principalmente por não compreenderem o seu uso nas práticas da vida. O presente estudo se pautou na seguinte questão norteadora: como as práticas culturais que envolvem os logaritmos podem ser mobilizadas no contexto escolar, em turmas do 1º ano do Ensino Médio? A atitude teóricometodológica assumida se baseou em pesquisadores do campo da educação matemática, tais como: Antonio Miguel; Cristiane Gottschalk; Anna Regina Lanner de Moura; Denise Vilela e na terapia filosófica proposta por Ludwig Wittgenstein, através de jogos ficcionais de cenas, e os encadeamentos discursivos foram realizados por meio de citações e enxertias. O estudo foi desenvolvido com três turmas do 1º ano do ensino médio, envolvendo 26 alunos na faixa etária de 15 a 17 anos. A pesquisa foi realizada por meio de estudos em grupos, gravação de aulas, registros em caderno de campo, registro e análise das atividades desenvolvidas com os alunos. O trabalho é relevante e propõe práticas inovadoras para a mobilização cultural dos logaritmos, desconstruindo alguns paradigmas e possibilizando ressignificar o estudo desse componente curricular da matemática nas escolas públicas. Entende-se que, quando a experiência das práticas cotidianas é combinada com a experiência escolar, são obtidos melhores resultados nas mobilizações matemáticas. Isso não significa que algoritmos, fórmulas e modelos simbólicos devam ser banidos da escola, mas que a educação matemática pode promover oportunidades para que esses modelos sejam relacionados a experiências funcionais, que lhes proporcionem significado.
Palavras-chave: Matemática escolar. Práticas culturais do logaritmo. Práticas indisciplinares. Jogos de linguagem.
Defesa: 2021
Orientador(a): Kátia Sebastiana Carvalho dos Santos Farias 
 
FERNANDA OLIVEIRA COSTA DE GÓES
Título do Trabalho de Conclusão: MODOS DE VIDA DAS MENINAS/MULHERES DA VILA PRINCESA: MOVIMENTOS PARA PRÁTICAS EDUCATIVAS OUTRAS
Resumo: Esta dissertação tem como objetivo descrever os acontecimentos de vida das meninasmulheres da Vila Princesa, problematizando as práticas educativas mobilizadas na Escola João Afro. A pesquisa foi norteada pelas seguintes questões: o que acontece com as meninasmulheres da Vila Princesa e quais as implicações desses acontecimentos na escola? Quais os efeitos do modo de vida na Vila Princesa para a condição feminina? Como o Instituto Federal de Rondônia pode desenvolver ações na Vila Princesa, no sentido de ampliar formas de vida na comunidade? Partindo dessas inquietudes, a atitude metódica assumida para a pesquisa se baseia nas ideias filosóficas de Ludwig Wittgenstein, com jogos de linguagem, e de Jacques Derrida, com a desconstrução, por meio de jogos ficcionais de cenas ou texto dialógico, sendo que os encadeamentos discursivos foram feitos por meio de citações e enxertias na prática de narrar. Fez-se uso de jogos de linguagem em práticas culturais significadas em diferentes momentos dentro da Vila. A pesquisa se deu por meio de visitas realizadas em 10 residências localizadas ao derredor da Escola João Afro Vieira, além de um encontro individual com uma professora que atua na escola e dois encontros virtuais com a participação de seis professoras e a coordenação pedagógica, realizados no período de 2020 a 2021. A análise das questões foi realizada por meio de diálogos ficcionais, traçados nos rastros das vozes ecoadas nas visitas e encontros. As vozes das meninas-mulheres, professoras e coordenação pedagógica são o corpus da pesquisa, mobilizado nos encontros, e que deram visibilidade aos acontecimentos e modos de vida dentro da Vila, através de performances criadas em jogos de cenas. Os resultados apontam que é necessário traçar ações específicas para contribuir com as práticas educativas mobilizadas por meio do currículo, com foco no sucesso escolar das meninas, tendo em vista a melhoria da condição de vida desse grupo.
Palavras-chave: Currículo escolar. Acontecimentos. Atitude terapêutica-desconstrucionista. Jogo de linguagem. Práticas educativas. Decolonialidade.
Defesa: 2021
Orientador(a): Kátia Sebastiana Carvalho dos Santos Farias 
 
GENIVAL GOMES DA SILVA JUNIOR
Título do Trabalho de Conclusão: MATERIAIS DIDÁTICOS PARA O ENSINO DE QUÍMICA: especificidades para os estudantes com o Transtorno do Espectro Autista (TEA)
Resumo:  É importante refletir para compreender que a inclusão escolar não se consolida apenas com a matrícula dos estudantes com deficiência na escola, mas depende de muitas atitudes e ações das pessoas que atuam em todas as etapas e modalidades da Educação Básica. No tocante às especificidades no ensino dos componentes curriculares como, por exemplo, a Química, a inclusão no Ensino Médio de estudantes com deficiências ainda é um processo em construção, assim como os aspectos que envolvem a formação de seus professores. Neste contexto, buscou- se responder a seguinte questão: é possível desenvolver, em um trabalho direcionado aos professores de Química, a flexibilização de materiais didáticos de acordo com as necessidades e características específicas dos estudantes diagnosticados com o Transtorno do Espectro Autista, de maneira a contribuir para o aprimoramento dos processos de ensino e de aprendizagem e visando uma prática pedagógica inclusiva? Esta pesquisa tem o objetivo de identificar as principais dificuldades encontradas pelos professores de Química durante o trabalho dos conteúdos específicos desta disciplina com os estudantes diagnosticados com o Transtorno do Espectro Autista, e propor adequações no uso de materiais específicos para tornar a prática pedagógica inclusiva e melhorar o desempenho didático dos professores e o aprendizado de seus alunos. Foi realizada uma pesquisa-ação junto aos professores de Química e os profissionais que atuam no Núcleo de Atendimento às Pessoas com Necessidades Educacionais Específicas do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia, campus de Ji-Paraná. A partir dos resultados, observa-se a necessidade emergente de capacitações continuadas para que os professores se sintam confiantes para o trabalho com os estudantes com o Transtorno do Espectro Autista que chegam ao campus, bem como formações sobre a flexibilização dos recursos didáticos para os materiais trabalhados em sala de aula, no intuito de entender estes estudantes.
Palavras-chave: Aprendizagem; Ensino; Materiais Didáticos; TEA; Química; Produto educacional.
Defesa: 2021
Orientador(a): Marlene Rodrigues
 
GIZELE DE MELO VIANA
Título do Trabalho de Conclusão: Biblioteca fora da caixa: reflexões sobre práticas educativas na biblioteca da escola Nossa Senhora do Carmo - Cacoal
Resumo: Esta pesquisa foi desenvolvida dentro do Programa de Pós-Graduação em Educação Escolar - Mestrado e Doutorado Profissional (PPGEEProf) no biênio 2019 - 2021 pela Universidade Federal de Rondônia - UNIR. A pesquisa tem como objetivo identificar e analisar as práticas, projetos e/ou ações desenvolvidas pelos professores e técnicos a partir da biblioteca e da sua inserção no Projeto Político-Pedagógico da escola. As bibliotecas, a exemplo do que ocorre com arquivos e museus, são espaços de memória que contribuem para a conservação e a disseminação de recursos materiais e imateriais, colaborando com a salvaguarda de símbolos representativos de uma coletividade. Os reflexos da coletividade se consolidam na cidade que se configura como educadora quando alicerça esforços para a cidadania. Refletir sobre esses aspectos a partir da biblioteca escolar por meio dos registros de suas práticas educativas, e por instâncias de memória (individual ou coletiva), pode contribuir para ampliar a percepção da identidade social, potencializando caminhos para essa construção. O lócus da pesquisa é constituído por uma escola pública de Educação Básica, localizada no distrito do Riozinho no município de Cacoal - RO, tendo como sujeitos professores que atuam em sala de aula e desenvolvem ações/projetos de incentivo à leitura, coordenação pedagógica e alunos. A pesquisa propôs conhecer, relacionar e dialogar com os saberes e vivências adquiridos por professores que desenvolvem ações voltadas à mediação de leitura, no intuito de consolidar saberes e experiências adquiridos no fazer pedagógico e objetivando um diálogo e aproximação com a escola. Com a pesquisa foi possível realizar um levantamento de potenciais educativos locais que contribuam para o desenvolvimento de ações na e para a biblioteca escolar. A metodologia utilizada neste percurso é de natureza qualitativa, foi empregada a pesquisa-ação e utilizados instrumentais que contribuíram para o levantamento de dados - a pesquisa documental, grupo focal, entrevista narrativa e levantamento de potenciais educativos. A pesquisa encontra-se estruturada em seis etapas (seções), que contemplam aspectos teóricos e práticos relacionados à biblioteca escolar e suas práticas educativas. Os resultados esperados estão consolidados como produto final desta ação que culminou com a elaboração de um mapa infográfico de potenciais educativos produzidos por professores sobre espaços e saberes da comunidade.
Palavras-chave: Biblioteca Escolar. Educação. Práticas Educativas. Escola N. S. do Carmo. Cacoal (RO).
Defesa: 2021
Orientador(a): Jussara Santos Pimenta.
 
ILMA RODRIGUES DE SOUZA FAUSTO
Título do Trabalho de Conclusão: A INFOBETIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO PARA O USO DAS TECNOLOGIAS ASSISTIVAS EM SALA DE AULA: Uma Abordagem Formativa
Resumo:  A formação continuada em serviço é uma complementação da formação inicial, ao longo da vida profissional do docente, entendida como reflexão, apoiando-se entre teoria e prática e entre fazer e pensar, mas numa realidade instrumental, com uma apreensão da realidade escolar. A problemática de pesquisa consistiu responder como as Tecnologias Assistivas podem contribuir para os processos de ensino dos profissionais da educação que atuam com estudantes público-alvo da educação especial na educação inclusiva e quais impactos de um curso online sobre o tema pode causar nos processos pedagógicos desses professores? O objetivo é desenvolver um processo de Infobetização (letramento digital) dos profissionais da educação direcionado ao uso de Tecnologias Assistivas, por meio de um curso de Formação Continuada em Serviço para professores e profissionais da educação que atuam com pessoas com deficiência. Trata-se de pesquisa interventiva, com abordagem qualiquantitativa, do tipo pesquisa-ação. Para realizar a pesquisa-ação criou-se o PPC do Curso de Formação Continuada em Serviço em Tecnologia Assistiva com Ênfase na Educação Especial na Perspectiva Inclusiva. Foram inscritos, no curso, 352 participantes, com recorte estimado de 25 profissionais da educação da Rede Municipal, Estadual e Federal que tenham estudantes públicoalvo da Educação Especial em suas salas de aulas para serem nossos colaboradores. Os dados foram tratados pela análise de conteúdo de Bardin, o qual se divide em: pré-análise; exploração do material e análise documental. Como resultado desta pesquisa, foram produzidos: o projeto pedagógico do Curso de Formação Continuada em Serviço em Tecnologia Assistiva com Ênfase na Educação Especial na Perspectiva Inclusiva; Caderno de Aulas; Aulas Digitais; Produto Material Didático Digital - Aulas; Produto E-Book Relato de Relatos de Experiência sobre o Curso Formação Continuada em Serviço em Tecnologia Assistiva com Ênfase na Educação Especial na Perspectiva Inclusiva. Os resultados do curso de formação estão vinculados na Caixa Surpresa – Estratégias Pedagógicas Inclusivas, com o quantitativo de 814 objetos de aprendizagem, produzidos pelos cursistas. Entende-se que a aplicação das Tecnologias Assistivas pelos profissionais da educação na sala de aula em propostas pedagógicas, potencializou os processos de ensino e de aprendizagem de estudante público-alvo da Educação Especial, observados nos resultados da intervenção. Conclui-se que o curso proposto nesta pesquisa atingiu as expectativas dos alunos e gerou impactos relevantes para a comunidade acadêmica, com a construção do ambiente virtual de aprendizagem Inclusivo, vinculado a criação e implantação do curso.
Palavras-chave: Estudante público-alvo da Educação Especial. Tecnologias Assistivas. Infobetização. Formação de Professor. Acessibilidade.
Defesa: 2021.
Orientador(a): Marlene Rodrigues
 
JANELENE FREIRE DINIZ
Título do Trabalho de Conclusão: ÀS MARGENS DO RIO MAMORÉ: ENTRELAÇANDO FIOS DE SABERES SOCIOAMBIENTAIS E INDÍGENAS NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES DE BIOLOGIA E QUÍMICA
Resumo: O cenário de degradação ambiental que vivenciamos, consequente das práticas insustentáveis de produção do sistema capitalista, torna evidente a necessidade de desenvolvermos uma nova forma de relação com a natureza. Neste panorama, a Educação Ambiental é um importante meio para a construção de um mundo sustentável e melhor para todos. Desse modo, esta pesquisa tem como objetivo investigar como os saberes indígenas tradicionais podem contribuir na construção de saberes socioambientais no IFRO, Campus Guajará-Mirim. A metodologia usada foi a pesquisa-ação. A pesquisa envolveu estudantes dos cursos de Licenciatura em Biologia e em Química do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia, Campus Guajará-Mirim. Buscamos promover aproximações com os saberes indígenas tradicionais para mobilizar a construção de saberes ambientais, verificando de que forma a troca de vivências e experiências entre dois mundos pode colaborar para o desenvolvimento de uma Educação Ambiental Crítica e efetiva, de caráter participativo, mobilizadora de emoções, de sentidos e de ações. Os resultados revelaram que essas aproximações podem contribuir significativamente para a superação de paradigmas socioambientais, potencializando reflexões, contribuindo para a formação de sujeitos mais ecológicos e conscientes, capacitando futuros educadores ambientais desde a sua formação inicial.
Palavras-chave: Saberes indígenas tradicionais. Saberes socioambientais. Formação inicial de professores.
Defesa: 2021
Orientador(a): Clarides Henrich de Barba
 
JUNIA DE SOUZA LOPES
Título do Trabalho de Conclusão: IMAGENS DA MATEMÁTICA: TECNOLOGIAS SOCIAIS EM ESCOLAS RURAIS DE ARIQUEMES, RONDÔNIA
Resumo: A pesquisa discorre sobre a Matemática, em específico a etnomatemática e seus vínculos com atividades pedagógicas de docentes de escolas rurais do município de Ariquemes, Rondônia, região Amazônica, Norte do Brasil. O objetivo geral é identificar e analisar as ações pedagógicas vinculadas ao ensino da Matemática em escolas rurais. Ao desdobrá-lo, surgem outros objetivos, mais específicos: identificar e analisar os principais referenciais sobre o ensino da Matemática em documentos oficiais no campo da Educação; pesquisar quais as ferramentas tecnológicas auxiliam os professores nos processos de ensino e aprendizagem no interior de escolas rurais; elaborar materiais pedagógicos sociais que viabilizem melhores condições de ensinar Matemática a partir das realidades de crianças e jovens que residem e estudam em áreas rurais. Ao longo da investigação, busca-se responder às seguintes indagações: Quais as imagens da Matemática construídas ao longo do processo histórico das ciências, e o que dizem os documentos oficiais sobre atividades para as escolas rurais? O que dizem os agentes escolares sobre a relação da Matemática com as atividades cotidianas dos educandos rurais? Quais os materiais pedagógicos apresentam sentidos e significados para a aprendizagem da Matemática no interior da escola rural? Esta investigação qualitativa traz, como procedimentos metodológicos, a pesquisa bibliográfica, documental - legislações sobre educação, fotografias e entrevistas semiestruturadas, que ocorreram por meio de plataformas on-line. No âmbito da Pesquisa-Ação, focou-se na elaboração de material pedagógico, a partir das realidades de crianças e jovens que residem e estudam em escolas rurais. Entre os teóricos destaca-se: D’Ambrosio (2002, 2008, 2020), Thiollent (2011), Barbier (2004), Nosella; Buffa (2009), Barros, et al. (2020). Dessa forma, docentes viabilizam importante debates sobre os contextos rurais e a matemática. O livro didático é a ferramenta tecnológica mais utilizada no interior das escolas rurais. A partir das análises dos materiais recolhidos em campo, foi elaborado um jogo pedagógico de cartas para auxiliar docentes em suas atividades em escolas rurais.
Palavras-chave: Etnomatemática. Tecnologias sociais. Escolas rurais. Ensino rural. Professores rurais.
Defesa: 2021
Orientador(a): Josemir Almeida Barros
 
LUCIANA BATISTA DO PRADO
Título do Trabalho de Conclusão: 
Resumo:
Palavras-chave:
Defesa:
Orientador(a): Josemir Almeida Barros
 
MARIA JOSÉ AMBRÓSIO DOS REIS PETERS
Título do Trabalho de Conclusão: 
Resumo:
Palavras-chave:
Defesa:
Orientador(a): Márcia Machado de Lima
 
MARCOS RODRIGO DA CUNHA
Título do Trabalho de Conclusão: ENTRE MEMÓRIAS ESCOLARES E POSTAGENS NO FACEBOOK: práticas de leitura e escrita no Ensino Fundamental 1 de Ariquemes/RO.
Resumo: Este trabalho se insere no debate sobre práticas educativas com a Língua Portuguesa, utilizando[1]se das redes sociais virtuais. Trata-se de uma pesquisa-ação realizada junto aos estudantes do 5º ano do Ensino Fundamental, no município de Ariquemes, estado de Rondônia, através do desenvolvimento de atividades de leituras e produções de textos, levando em conta as postagens nas Páginas da Escola Roberto Turbay no Facebook e considerando que esta rede social virtual também pode contribuir para a ampliação de conhecimentos dos discentes acerca dos saberes relativos às interações e às expressões em práticas socioculturais. Os suportes tecnológicos abrem janelas que dialogam com o universo cultural dos estudantes, as memórias das escolas na web, acenando para o processo de ensino e aprendizagem, motivando estudantes a (re)visitarem os cotidianos da escola e produzir seus textos em diálogo com as histórias do educandário. As ações educativas com a língua, que é viva, estão relacionadas à vida cotidiana e a outras esferas sociais, atravessadas pelas formas pelas quais as linguagens as perpassam. Como utilizar diferentes linguagens para os aprendizados com a língua materna? Quais as contribuições dessas orientações para as práticas educativas com Língua Portuguesa no Ensino Fundamental I? A análise dos dados se ancora nos estudos de Laville e Dionne (1999), para refletir que na observação se revela o diálogo com a vida; Bakhtin (1999), Candau (2014) e Geraldi (2003), no que se refere ao papel da linguagem na constituição do próprio sujeito, assim como sua consciência social, fazendo andar o carrossel da construção e da ampliação de conhecimentos com diálogos desenvolvidos na família, nos grupos sociais e nas escolas municipais da Amazônia Ocidental.
Palavras-chave: Facebook. Produções textuais. Ensino Fundamental 1. Educação
Defesa: 2021
Orientador(a): Robson Fonseca Simões
 
MONNIKE YASMIN RODRIGUES DO VALE
Título do Trabalho de Conclusão: DESENVOLVIMENTO DA VISÃO ESPACIAL POR MEIO DA PRÁTICA DO DESENHO TÉCNICO PARA ESTUDANTES DO CURSO DE EDIFICAÇÕES DO INSTITUTO FEDERAL DE RONDÔNIA
Resumo: O objetivo geral da pesquisa foi verificar as contribuições de uma prática educativa no desenvolvimento da visão espacial dos estudantes do Curso Técnico em Edificações, visando contribuir também na qualidade da formação profissional. Os objetivos específicos foram: diagnosticar os conhecimentos prévios que os estudantes possuem sobre visão espacial; apresentar para os estudantes a relação da visão espacial com a área de atuação profissional; propor atividades didáticas planejadas, registrando-as para posterior análise; avaliar o processo de aprendizagem dos estudantes em cada etapa do processo, discutindo com os/as participantes os resultados obtidos à luz das atividades realizadas; levantar, por meio de relato escrito e grupo de discussão, a opinião dos/as participantes sobre os procedimentos metodológicos utilizados; estruturar um Caderno Didático com as contribuições metodológicas da proposta didática para divulgação dos resultados. A pesquisa-intervenção desenvolvida foi orientada pelos pressupostos teóricos da Psicologia Histórico-Cultural, que embasou todo o planejamento dos encontros realizados, auxiliando para que a organização do ensino seja adequada à aprendizagem. A partir dessa pesquisa, um estudo de caso entre professora e estudantes do Curso Técnico em Edificações, propõe-se uma prática educativa que possa favorecer o processo de ensino e aprendizagem proposto à sala de aula. A pesquisa foi realizada com treze alunos matriculados no 2° ano e 7 alunos matriculados no 3° ano do Ensino Médio do Instituto Federal de Rondônia Campus Porto Velho Calama, destinando-se a auxiliar os alunos no desenvolvimento da visão espacial, que é a capacidade de caracterizar mentalmente objetos em duas ou três dimensões e conseguir manipulá-los, principalmente com o objetivo de manter suas características de forma, tamanho e posição. Desenvolver tal habilidade é fator primordial para a criação, representação e leitura de projetos de Engenharia, Arquitetura, Design e em outras áreas do conhecimento. Em função das restrições de atividades presenciais, impostas pela pandemia da Covid-19, as atividades foram realizadas de forma remota. A metodologia proposta constituiu na aplicação da pesquisa-ação com a utilização de aulas, registros em diário de campo, grupos de discussões e análise escrita pelos alunos. A partir da análise dos resultados da pesquisa, foi estruturado um Caderno Didático que contém contribuições metodológicas acerca do conteúdo da pesquisa e que pode beneficiar outros professores e estudantes.
Palavras-chave: visão espacial; ensino e aprendizagem; Desenho Técnico; Teoria Histórico-Cultural.
Defesa: 2021
Orientador(a): Jussara Santos Pimenta
 
OSVALDO HOMERO GARCIA CORDERO
Título do Trabalho de Conclusão: UM DOM QUIXOTE BRASILEIRO NA EDUCAÇÃO RONDONIENSE: ações educativas de espanhol no IFRO, Campus Jaru
Resumo: A presente pesquisa, guiada pela teoria dialógica da linguagem, foca contribuir com práticas pedagógicas no ensino da Língua Espanhola no IFRO Campus Jaru, priorizando o diálogo contínuo entre os sujeitos do terceiro ano do Ensino Médio Integrado ao Técnico do Curso de Comércio, através do desenvolvimento de atividades de produção de textos levando em conta um trabalho de pesquisa interdisciplinar, refletindo a língua como elaboradora de sentidos dentro e fora da escola, buscando ampliar, as diferentes linguagens, as culturas locais, nacionais, internacionais, assim como as práticas sociais linguísticas. Os suportes tecnológicos do Ambiente Virtual de Aprendizagem da Instituição junto à utilização do mural colaborativo abrem janelas que dialogam com o universo cultural dos discentes e permitem uma troca de informações Os documentos oficiais para a Educação Básica brasileira procuram também orientar o planejamento curricular das instituições do ensino técnico e tecnológico, procurando incentivar propostas pedagógicas (re) significadas, incentivando as escolas a revisitarem o seu currículo, a (re) desenharem as suas práticas pedagógicas, no esforço em poder trabalhar os conteúdos nos contextos que lhe parecerem necessários. Quais são os desafios dos professores da área de Linguagens e suas Tecnologias, mais especificamente na Educação Profissional Técnica de Nível Médio no estado do Rondônia, junto ao Instituto Federal de Rondônia, campus Jaru? Como poder utilizar a Língua Espanhola em diálogo com os demais campos dos saberes científicos? A análise dos dados procurou ancorar-se nos estudos de Laville e Dionne (1999), o diálogo entre os autores (BAKTHIN,1997; SOARES,2002; CANDAU, 2012; LEFFA, 2016) permitem pensar temáticas a serem relacionadas às práticas da Língua Espanhola em uma pesquisa-ação que envolva os diversos componentes curriculares na promoção de ações para uma prática educacional socioeducativa mais humanizada, nesta etapa final da Educação Básica.
Palavras-chave: Práticas pedagógicas; Língua Espanhola; Educação Básica.
Defesa: 2022
Orientador(a): Robson Fonseca Simões
 
PÂMELA SIQUEIRA OLIVEIRA DE JESUS
Título do Trabalho de Conclusão: A UTILIZAÇÃO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NAS PRÁTICAS DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL COM ESTUDANTES DE QUÍMICA DO ENSINO MÉDIO DO IFRO, CAMPUS JI-PARANÁ/RO
Resumo: Atualmente a temática ambiental tem sido amplamente discutida com abordagens norteadas pelo desenvolvimento sustentável, sustentabilidade e a conservação dos recursos naturais. Assim, como a sociedade tem se tornado cada vez mais dependente das tecnologias e suas amplas formas de utilização, principalmente na educação. O objetivo desta pesquisa é o de aplicar as tecnologias da informação e comunicação (TIC) como facilitadores nas práticas educativas ambientais voltadas ao trabalho educativo com estudantes do Ensino médio do curso Técnico em Química do IFRO Campus Ji-Paraná/RO. Para o referencial teórico foram utilizados autores como Loureiro (2003), Isabel de Carvalho (2008), Tozoni-Reis (2012), Leff (2002), Jacobi (2003), Pretto (2013), Castells (2000). Deste modo, investigou-se a partir de pesquisas bibliográficas as contribuições das TIC no processo educativo e o histórico da Educação Ambiental no Brasil e na educação. Esta pesquisa caracteriza-se como pesquisa intervenção com base em Thiollent (2011) de modo qualitativo. Participaram da pesquisa treze estudantes do Ensino médio do curso Técnico em Química do IFRO Campus Ji-Paraná/RO. Os procedimentos metodológicos utilizados na pesquisa de intervenção foram: a) pesquisa documental por meio de leituras do projeto pedagógico do curso Técnico em Química, b) utilização de questionários na plataforma Google Forms, c) roda de conversas, palestras e oficinas relacionadas a percepção e sensibilização ambiental por meio do Google Meet. Utilizou-se de computador, celular, internet, mídias sociais como processo de interação para realizar a pesquisa durante a Pandemia COVID-19 no processo de reflexão dos estudantes. Os resultados da pesquisa apontam que apesar de se tratar de um curso técnico em Química, durante o curso não possuem disciplinas que trabalham a Educação Ambiental de forma interdisciplinar e transdisciplinar, sendo reduzida a apenas duas disciplinas no primeiro ano. Quanto a concepção e percepção dos estudantes, observou-se que compreendem a importância de se preservar o ambiente e a importância da abordagem da Educação Ambiental no currículo escolar, em um processo de compreensão e responsabilidade social e ambiental. A pesquisa também apontou que os estudantes possuem conhecimento sobre as TIC e reconhecem a sua importância no processo educativo, sendo evidenciado a importância das tecnologias como meio de sensibilização ambiental.
Palavras-chave: Educação Ambiental. Percepção e Sensibilização ambiental. Tecnologias da informação e comunicação. Ensino da Química.
Defesa: 2021
Orientador(a): Clarides Henrich de Barba
 
SAULO SOUZA DE MACEDO
Título do Trabalho de Conclusão: PRÁTICAS EXTENSIONISTAS NO CURSO TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO CONCOMITANTE AO ENSINO MÉDIO DO IFRO
Resumo: A presente pesquisa objetivou identificar a realização das atividades extensionistas como princípio educativo do Curso Técnico em Administração concomitante ao Ensino Médio do IFRO, Campus Porto Velho Zona Norte. Trata-se de um trabalho de caráter qualitativo, com abordagem documental, que se empenhou em levantar a ação protagonista dos alunos do curso na realização das atividades extensionistas, uma vez que tais atividades se configuram como princípio educativo de fundamental importância para o currículo integrado da educação profissional, pautado na indissociabilidade do ensino, pesquisa e extensão. Como forma de promoção de tais atividades, foi desenvolvido o Aplicativo de Apoio às Práticas Extensionistas (APPExt), cujos requisitos foram levantados por meio da análise das atividades extensionistas realizadas para o curso em questão e também dos seus relatórios finais, em que se buscou identificar possíveis dificuldades para a prática extensionista do curso, uma vez que o distanciamento social e outras medidas de contenção da pandemia da COVID-19, atreladas à falta de regulamentação do IFRO para a extensão no período pandêmico, reforçam a necessidade da mediação de tecnologias da informação e comunicação. A pesquisa foi mobilizada por meio da consulta aos documentos oficiais, públicos e registrados no Sistema Eletrônico de Informação (SEI) do IFRO, dos quais 11 tratam do registro da proposta de atividade de extensão e apenas 4 apresentaram relatórios finais de atividade, desenvolvidas para/com alunos e turmas do Curso Técnico em Administração do IFRO, considerando os últimos cinco anos. As propostas foram analisadas à luz da Resolução 31/CONSUP/IFRO/2017 (Resolução da Extensão do IFRO), em relação aos objetivos, princípios e tipos de atividades, além de enquadrá-las metodologicamente em possíveis ou não de serem aplicadas no distanciamento social, atribuindo-se notas de 0 a 12, dependendo do atendimento a cada critério estabelecido; as dificuldades foram analisadas a partir dos relatos dos servidores apontados nos relatórios finais de atividades. Dessa forma, com base nos dados analisados, foi possível propor atividades extensionistas para o curso, considerando também o cenário de distanciamento social, com a indicação dos pontos de dificuldade e possíveis soluções, apresentando-se como um convite à prática extensionista no Curso Técnico em Administração, cujo compartilhamento se dá por meio de aplicativo mobile (APPExt), também oferecido como produto educacional. Os resultados da pesquisa apontam que é necessário maior investimento de recursos físicos, financeiros e pedagógicos, para que haja a efetivação das atividades extensionistas como princípio educativo do Curso Técnico em Administração.
Palavras-chave: Atividades extensionistas. Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC). Ensino médio tecnológico. Aplicativo de apoio às práticas extensionistas.
Defesa: 2022
Orientador(a): João Guilherme Rodrigues Mendonça
 
SILAS JADER PEREIRA SILVA
Título do Trabalho de Conclusão: TECNOLOGIAS E EDUCAÇÃO: A CULTURA MAKER COM ARDUINO COMO POSSIBILIDADE PARA O ENSINO NO CURSO DE LICENCIATURA EM FÍSICA DO IFRO
Resumo: A pesquisa “Tecnologias e Educação: a Cultura Maker com Arduino como Possibilidade para o Ensino no Curso de Licenciatura em Física do IFRO”, buscou investigar junto a um grupo de alunos do curso de Licenciatura em Física do Campus Porto Velho Calama, em que medida a cultura maker com o uso do Arduino pode trazer contribuições para a didática no ensino de física, sendo a cultura maker pautada pelo emprego de tecnologias digitais acessíveis para a formulação e construção de artefatos físicos, e o Arduino, uma ferramenta muito utilizada para esse fim. O embasamento teórico traz as contribuições de autores que defendem a didática desenvolvimental como um caminho para o desenvolvimento integral do sujeito, na medida em que apresentam uma visão crítica sobre o uso das ferramentas tecnológicas como recursos didáticos, ao mesmo tempo em que não afasta seu uso e destaca a importância mediática dos professores neste processo. O caminho metodológico percorrido para esta pesquisa aplicada foi o de após investigação do status inicial de conhecimento do grupo, apresentar uma ferramenta da cultura maker amplamente conhecida neste meio, o Arduino, como uma possibilidade didática para o ensino de física. Tendo sempre em mente o desenvolvimento do aluno, foi aplicado um minicurso de Arduino aos licenciandos, e para isto, foi distribuído a cada um dos participantes um kit com dispositivos para a confecção dos experimentos didáticos propostas no minicurso. Ao passar à fase final da pesquisa, foi aplicado um questionário para investigar os possíveis avanços relacionados à percepção do grupo, quanto ao uso mediado desta tecnologia como possibilidade didática na futura prática docente dos licenciandos. Conclui-se que mesmo os docentes com pouca ou nenhuma interação prévia com as TDIC (Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação) conseguiram perceber no uso da cultura maker com Arduino, possíveis aplicações da didática desenvolvimental no ensino de física, apontando possibilidades diversas para sua prática docente.
Palavras-chave: Educação Escolar. Tecnologias Educacionais. Cultura Maker e Arduino. Ensino de Física. Didática Desenvolvimental. 
Defesa: 2022
Orientador(a): Juracy Machado Pacífico
 



    Sem imagens.